⅓ da população mundial está menos propensa a viajar para o Brasil

Publicado em

Pesquisa Global Ipsos identificou o impacto de recentes episódios, como desastres naturais, mudanças políticas e ataques terroristas, nos planos de viagens de cidadãos de 25 países para 30 destinos sugeridos. O resultado não é animador para o Brasil: 33% dos entrevistados afirmaram que perderam o interesse em viajar para o Brasil. Apenas um entre cada 10 entrevistados se mostrou firme no desejo.

Brasileiros não demostram grande interesse em sair do país, segundo pesquisa Ipsos
Brasileiros não demostram grande interesse em sair do país, segundo pesquisa Ipsos

os brasileiros não demostram um grande interesse em sair do país. Questionados se pretendem ou não realizar viagens internacionais, 61% disseram que se tornaram menos propícios contra 12% que demonstraram interesse.

No caso específico dos Estados Unidos, 54% dos entrevistados brasileiros declararam que tem baixo interesse em visitar a terra do presidente Donald Trump. O número é muito próximo com o de dois outros países latino-americanos: os entrevistados de México e Argentina com 51% (o mesmo percentual para ambos) também não desejam ir aos Estados Unidos.

54% dos brasileiros declararam ter baixo interesse em viajar aos Estados Unidos
54% dos brasileiros declararam ter baixo interesse em viajar aos Estados Unidos

Apesar deste resultado, os Estados Unidos são um dos destinos preferidos da população mundial no momento ao lado de países como Itália, Canadá, Austrália e Reino Unido. Indianos (48%) e chineses (36%) são os que mais demonstram interesse em visitar os Estados Unidos. Novamente os indianos (37%) e os chineses (34%) são os mais favoráveis a visitarem o Canadá.

A pesquisa ocorreu em 25 países: África do Sul, Alemanha, Arabia Saudita, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coréia do Sul, Espanha, Estados Unidos França, Grã-Bretanha, Hungria, Índia, Itália, Japão, México, Peru, Polônia, Rússia, Servia, Suécia e Turquia. Foram entrevistadas 18,05 mil pessoas, sendo adultos de 18 a 64 anos nos Estados Unidos e no Canadá e de 16 e 64 anos nos demais países. A margem de erro é de 3,1%.

Marcella Tranchesi ministra curso de culinária na Casar Bem Noivas & Festas 2017

Publicado em

A Casar Bem Noivas & Festas 2017, idealizada por Rafaela Albuquerque e Isabela Murad, está em sua oitava edição e ocorre nos próximos dias 10 e 11 de junho, no Hotel Pestana, bairro do Calhau, em São Luís. Uma excelente oportunidade para expositores e interessados em apresentar, de forma direcionada, todas as novidades do segmento festas para o público interessado.

Marcella Tranchesi ministra curso de culinária na Casar Bem Noivas & Festas 2017
Marcella Tranchesi ministra curso de culinária na Casar Bem Noivas & Festas 2017

Para abrilhantar, ainda mais, o evento e se tornar uma programação completa, a Casar Bem Noivas & Festas 2017 oferece cursos, workshops, desfiles e muito mais. Este ano, a youtuber Marcella Tranchesi (São Paulo) vai participar da programação com dois cursos de culinária que serão oferecidos na loja Camicado do Shopping da Ilha. Os ingressos estão à venda da Bilheteria Digital.

O primeiro, que será as 10h, irá tratar de um cardápio fit, muito em moda hoje em dia por pessoas e casais que desejam manter a forma e não sabem como.

O segundo curso será à tarde, às 15h, e trará um menu romântico, como destaca Rafaela Albuquerque, uma das coordenadoras da Casar Bem Noivas & Festas 2017.

Com a chegada do dia dos Namorados acreditamos que esses temas estão bem atuais

O canal de Marcella Tranchesi no YouTube é bastante acessado por quem gosta de se manter atualizado culinária, viagens e dicas de estilo.

Serviço

Sábado, dia 10 de junho
10h – Curso de Culinária com a youtuber Marcella Tranchesi (São Paulo) na loja Camicado do Shopping da Ilha;
15h – Curso de Culinária com a youtuber Marcella Tranchesi (São Paulo) na loja Camicado do Shopping da Ilha.

Namoro à distância: casais apostam em caronas para estar mais próximos

Publicado em

Apesar de muitos acreditarem que namoro à distância é sinônimo de dificuldade, ciúmes e saudades, há quem afirme que o tipo relacionamento pode dar certo se ambos estiverem dispostos a fazer o romance acontecer. Uma das principais dificuldades é o custo financeiro de se manter um namoro assim, já que o custo com as viagens pode pesar no orçamento.

Namoro à distância: casais apostam em caronas para estar mais próximos
Namoro à distância: casais apostam em caronas para estar mais próximos

A internet, por exemplo, foi a principal responsável em facilitar a vida de casais fisicamente separados, mas ainda não é capaz de superar a convivência real. Por esse motivo, casais estão recorrendo a aplicativos de carona, que unem o útil ao agradável: ajudam a matar a saudade do companheiro, além de não pesar no bolso.

De acordo com a plataforma de caronas BlaBlaCar, comunidade presente em 22 países, 26% dos casos são de brasileiros que utilizam a plataforma para visitar seu parceiro.

Um exemplo é o casal Vanessa e Fábio, que usa o aplicativo para driblar a saudade. Ele é de Florianópolis e ela de Araucária, no Paraná. Eles viajam mais de 300 km para estarem juntos graças à plataforma de caronas.

Ambos dirigem e aproveitam para dar carona toda vez que pegam a estrada para se ver, garantindo companhias agradáveis no trajeto e dividindo os custos com os outros passageiros, o que torna as viagens bem mais em conta, comparado com as passagens de avião e ônibus.

Como se planejar para curtir os feriados prolongados longe de casa?

Publicado em

Se em 2016 a maioria das datas comemorativas caiu no fim de semana, em 2017 temos algo bem diferente. Afinal, são nove feriados com chances de ‘emendar’. Entre eles, Dia do Trabalho, Corpus Christi, Independência do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, Finados e Proclamação da República – veja o calendário completo. No entanto, para quem ama viajar, é preciso se programar para aproveitar ao máximo os feriados prolongados.

Vai pegar a estrada? Veja sete itens para revisar antes da viagem

Publicado em

Com a chegada de abril e dois feriados à vista – Páscoa e Tiradentes –, aparece aquela vontade de pegar a estrada e curtir momentos de descanso longe de casa. Para evitar problemas, no entanto, é preciso fazer a manutenção preventiva dos automóveis, o que resulta em mais segurança na viagem e até economia para o motorista.

Resolver problemas mecânicos, geralmente, sai mais caro do que fazer a manutenção preventiva, segundo especialistas.

Revisão de itens resulta em economia e trânsito mais seguro
Revisão de itens resulta em economia e trânsito mais seguro

E mais: revisar o veículo antes das viagens pode ajudar a reduzir em até 15% o consumo de combustível, contribuir com o meio ambiente e ainda evitar multas – já que rodar com pneus ‘carecas’ é infração de trânsito prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que resulta em cinco pontos na carteira de habilitação e pagamento de penalidade.

Veja os sete itens do carro para estar atento antes de pegar a estrada, de acordo com a plataforma de compartilhamento de caronas BlaBlaCar:

Freios

A principal recomendação é verificar o sistema de freios a cada cinco mil quilômetros. Esta análise indicará se existe a necessidade de substituição dos componentes, o que garante maior segurança e um menor custo na manutenção do sistema.

Revisão nos freios deve ser feita com no mínimo duas semanas de antecedência
Revisão nos freios deve ser feita com no mínimo duas semanas de antecedência

Em caso de uma viagem, a dica é revisar o sistema de freios com no mínimo duas semanas de antecedência, sendo que no caso de troca de discos e pastilhas é preciso tomar alguns cuidados nos dias subsequentes do reparo, como evitar freadas bruscas e em altas velocidades.

Palhetas

É um item simples de ser reparado e de baixo custo, além de serem indispensáveis para a segurança. Na estrada, com chuva forte, as palhetas se tornam um forte aliado do condutor. Como é um item de uso pontual, vale acioná-las de vez em quando para fazer um teste e ver se está tudo bem.

Com o tempo elas podem desgastar e até mesmo ressecar, sendo necessário substituí-las, sobretudo se estiverem causando formação de faixas e riscos, ruído ou trepidação, formação de névoa e falhas na limpeza do para-brisa.

Sonda Lambda

Já ouviu falar deste componente? Pois é, nem todos conhecem ou sabem para o que serve, mas é um sensor do sistema de injeção eletrônica que ajuda a produzir uma economia de até 15% no consumo de combustível, proporcionar mais potência ao motor, proteção ao meio ambiente, além de aumentar a vida útil do catalisador.

A durabilidade deste componente é grande quando o veículo apresenta condições de manutenção favoráveis e quando é abastecido com combustível de qualidade.

Óleos e outros fluidos

Geralmente a troca de óleo do carro ocorre apenas nas revisões programadas. Contudo, também é muito importante verificá-lo de tempos em tempos, principalmente antes das viagens. Sempre que for rodar grandes distâncias, além de conferir o nível de óleo, é recomendável também verificar o estado dos filtros de óleo, ar e combustível, pois em más condições podem causar diversos problemas ao veículo.

Os fluidos da direção hidráulica ou elétrica também são importantes; vale então aproveitar o check-up e pedir para um profissional avaliar.

Lâmpadas automotivas

São essenciais para a segurança na estrada, ainda mais no caso dos faróis dianteiros, que são obrigatórios nas rodovias de todo o país desde julho de 2016 – a multa para essa infração é de aproximadamente R$ 130, resultando em quatro pontos na carteira.

Rodar com faróis apagados nas rodovias dá multa
Rodar com faróis apagados nas rodovias dá multa

Ou seja, conferir os faróis e lanternas de freio (que são mais difíceis de serem observadas) antes de sair para viajar é essencial.

Alinhamento e balanceamento

O alinhamento garante mais vida-útil dos pneus, já que proporciona um desgaste regular de superfície de contato do pneu com o piso. O balanceamento, por sua vez, proporciona mais estabilidade para a condução do veículo, contribuindo para uma melhor dirigibilidade em retas e também em curvas, pois evita que o carro desvie ou puxe para os lados, além de evitar vibrações em baixas e altas velocidades.

Segundo especialistas, para identificar se é necessário efetuar os processos, a dica é observar se existe vibração no volante ou se o carro fica puxando para o lado durante a condução normal ou mesmo durante uma frenagem. Outro fator que pode ser observado é se existem ruídos nos pneus durante a realização de curvas, mesmo em baixa velocidade.

Calibragem

Usando muito ou pouco o veículo, a calibragem dos pneus e do estepe não deve ultrapassar o tempo de um mês para ser realizada. Além do mais, rodar com pneus com calibragem abaixo do indicado no manual do proprietário aumenta o consumo de combustível, além de poder causar danos ao veículo.

Pneus calibrados e bem conservados ajudam até na economia de combustível
Pneus calibrados e bem conservados ajudam até na economia de combustível

Antes de pegar a estrada, calibrar os pneus é uma tarefa obrigatória, ainda mais considerando a quantidade de passageiros e o peso das bagagens. Pneus murchos também costumam danificar mais rapidamente. Dica importante: os pneus precisam ser calibrados frios.

Sinal de recuperação? Cresce número de brasileiros dispostos a viajar

Publicado em

O resultado da Sondagem do Consumidor – Intenção de Viagem, realizada pelo Ministério do Turismo (MTur) e Fundação Getulio Vargas (FGV) em sete capitais brasileiras, mostra uma tendência satisfatória para o setor de turismo no país: pelo segundo mês consecutivo, cresceu o número de brasileiros dispostos a viajar.

A pesquisa – que ouviu duas mil famílias em Brasília, Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo – mostra que 21,1% dos brasileiros pretendem viajar nos próximos seis meses. O resultado supera, também, os números registrados em igual período de 2016, quando 18,7% dos brasileiros afirmavam ter intenção de viajar.

O público que mais demonstrou maior disposição de viajar encontra-se na faixa de renda entre R$ 4,8 mil e R$ 9,6 mil; seguido por aqueles que têm renda de até R$ 2,1 mil por mês.

Preferências dos brasileiros dispostos a viajar

Do total de entrevistados, 23,3% desejam visitar algum destino no exterior, comportamento influenciado pela cotação do dólar em relação ao real; mas 75,8% dos turistas ainda preferem viajar pelo Brasil, e o Nordeste se mantém em primeiro lugar na preferência deles.

Até agosto de 2017, segundo mostra a pesquisa, são os turistas do Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo que mais devem visitar praias e belezas naturais dos Estados nordestinos. E grande parte desses turistas devem optar por hotéis e pousadas, segundo o que informaram durante as entrevistas.

57% dos entrevistados durante a sondagem do MTur/FGV afirmaram que pretendem usar o avião como meio de transporte; enquanto 29,5% indicaram que vão viajar de carro.