Quais são os assuntos mais procurados no Google?

Publicado em

O Google, certamente, é a página inicial do seu computador, tablet ou smartphone. Se não é, provavelmente é sua primeira janela para o mundo de informações disponíveis na internet. E há levantamentos que demonstram isso: o Google é a principal fonte de informação e conhecimento para os internautas, colocando de lado os jornais impressos e revistas, conforme a pesquisa sobre hábitos de consumo de 2017 da PayPal, em que foram ouvidos 300 jovens entre 18 e 36 anos de todos os Estados do Brasil. Mas você já se perguntou quais são os assuntos mais procurados no Google?

Google é principal fonte de informação para mais de 60% dos jovens brasileiros entre 18 e 36 anos, segundo pesquisa
Google é principal fonte de informação para mais de 60% dos jovens brasileiros entre 18 e 36 anos, segundo pesquisa

Com dados fornecidos pelo próprio buscador, o Blog do Maurício Araya lista os assuntos mais procurados no Google. Grande parte deles revelam os hábitos de consumo dos internautas.

As informações são referentes ao mês de junho de 2017, com termos mais pesquisados nos Estados Unidos, já que os resultados regionais só são divulgados por ano.

Algumas das categorias, no entanto, foram excluídas da lista por serem muito específicas do país.

Veja, abaixo, os termos mais procurados por segmento:

Alimentos
Properties of water (propriedades da água)
Chicken as food (frango como alimento)
Pizza
Cake (bolo)
Beer (cerveja)

Restaurantes fast-food
Pizza Hut
Domino’s Pizza
McDonald’s
Subway
Taco Bell

Animais
Dog (cão)
Cat (gato)
Horse (cavalo)
Fish (peixe)
Bird (pássaro)

Raças de cão
Labrador Retriever
Siberian Husky (husky siberiano)
Pit Bull
German Shepherd (pastor-alemão)
Chihuahua

Artistas
Beyoncé
Justin Bieber
Tupac Shakur
Rihanna
Drake

Artistas pop adolescentes
Beyoncé
Justin Bieber
Katy Perry
Selena Gomez
Taylor Swift

Automóveis
Ford Mustang
Chevrolet Camaro
Jeep Wrangler
Honda Civic
Honda Accord

Carros esportivos
Ford Mustang
Chevrolet Camaro
Chevrolet Corvette
Dodge Challenger
Dodge Charger (B-body)

Fabricantes de carros
Chevrolet
Toyota
Honda
Mercedes-Benz
Dodge

Cidades
New York City
Chicago
Las Vegas
Los Angeles
Washington, D.C.

Países e regiões
United States (Estados Unidos)
Mexico (México)
India (Índia)
Canada (Canadá)
United Kingdom (Reino Unido)

Empresas de varejo
Amazon.com
Walmart
The Home Depot
Target Corporation
Lowe’s

Marcas de moda
Fashion
Forever 21
H&M
American Eagle Outfitters
Gucci

Cientistas
Albert Einstein
Plato (Platão)
Thomas Jefferson
Stephen Hawking
Benjamin Franklin

Pessoas
Donald Trump
LeBron James
Walt Disney
James Comey
Beyoncé

Políticos
Donald Trump
James Comey
Barack Obama
Steve Scalise
Hillary Clinton

Livros
The Bible (Bíblia)
Thirteen Reasons Why (Os 13 Porquês)
Captain Underpants (Capitão Cueca)
Quran (Alcorão)
American Gods (Deuses Americanos)

Músicas
Happy Birthday to You (Parabéns pra você)
Let It Go
Hallelujah
Over the Rainbow
The Star-Spangled Banner

Filmes
The Mummy (A Múmia)
Moana
Cars 3 (Carros 3)
Beauty and the Beast (A Bela e a Fera)
Transformers

Programas de TV
Television program (programa de televisão)
Orange Is the New Black
Game of Thrones
The Bachelorette
SpongeBob SquarePants (Bob Esponja Calça Quadrada)

Programas de TV infantis
SpongeBob SquarePants (Bob Esponja Calça Quadrada)
Power Rangers
Steven Universe
PAW Patrol
Peppa Pig

Reality shows
The Bachelorette
America’s Got Talent
Big Brother
Bachelor in Paradise
Teen Mom

Jogos
Overwatch
Pokémon Go
Patience (Paciência)
Lego
Ark: Survival Evolved

Tecnologias de software
Android
Python
Java
HTML
JavaScript

Assuntos mais procurados no Google pelos brasileiros

Os dados mais recentes sobre termos mais procurados no Google pelos brasileiros são de 2016. E no topo da lista não poderiam faltar os assuntos que, de fato, marcaram o ano, como a febre do jogo Pokemon Go; os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro; as polêmicas do Big Brother Brasil; o acidente com o time de futebol da Chapecoense; e, como não poderia deixar de faltar, o futebol, com a tabela do Brasileirão.

Dados sobre assuntos mais procurados no Google são divulgados pelo próprio buscador
Dados sobre assuntos mais procurados no Google são divulgados pelo próprio buscador

Entre as personalidades de destaque, estiveram na lista: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; a apresentadora de TV Ana Hickmann; o presidente americano Donald Trump; a também apresentadora de TV Fernanda Gentil; os atores e atrizes Alexandre Borges, Leonardo DiCaprio, Paulo Zulu, Alan Rickman, Guilherme Karan, Camila Pitanga, Larissa Manoela, Monica Iozzi, Munik Nunes e Marion Cotillard.

Entre os filmes mais buscados, estão: Deadpool, Esquadrão Suicida, Batman vs Superman, Invocação do Mal 2 e Procurando Dory.

O que é…? Muita gente foi em busca do significado de algumas gírias e palavras no Google. Entre os termos mais procurados da categoria, estão: crush; amor; substantivo; logradouro; e filosofia.

E muitos brasileiros tentaram entender os porquês de alguns acontecimentos no Brasil e no mundo. No ranking de curiosidades de 2016, muitos brasileiros se perguntaram: por que Geraldo Luiz saiu da Record? Por que o Reino Unido quer sair da União Europeia? Por que Monica Iozzi vai sair do Vídeo Show? Por que o WhatsApp foi bloqueado? E por que o Estado Islâmico ataca a França?

TV por assinatura tem redução de 171,23 mil assinantes em todo o Brasil

Publicado em

O setor de TV por assinatura registrou queda de 0,9% em abril de 2017, na comparação com o mês anterior, com a diminuição de 171,2 mil assinantes, segundo dados divulgados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) esta semana. No mês, a base total de assinantes chegou a 18,76 milhões.

TV por assinatura tem redução de 171,23 mil assinantes em todo o Brasil
TV por assinatura tem redução de 171,23 mil assinantes em todo o Brasil

Nos últimos 12 meses, a redução foi de 147,47 mil assinantes (-0,78%), de acordo com a Anatel.

Todos os Estados brasileiros apresentaram, entre março e abril de 2017, redução no número de assinantes de TV por assinatura. No entanto, na comparação entre abril deste ano e abril de 2016, Piauí, com 9,66%, Maranhão, com 7,32% e Rio Grande do Norte, com 6,26% lideraram o crescimento.

Grupos econômicos e tecnologias

Dos grupos econômicos acompanhados pela Anatel, a Oi apresentou a maior crescimento de março a abril e nos últimos 12 meses, 1,63% e 15,78% respectivamente. Claro/NET e Vivo apresentaram redução em ambos os períodos.

Quanto às tecnologias, entre março e abril de 2017, a fibra ótica apresentou crescimento de 0,14%. Todas as outras tecnologias apresentaram redução. No entanto, em 12 meses a fibra ótica registrou crescimento de 20,6% e o número de usuários receptores de satélites se manteve praticamente estável (0,19%).

Aproveitamento de alimentos: canal de TV estreia série de receitas com ingredientes inusitados

Publicado em

O Food Network, canal de TV por assinatura e desenvolvedor de conteúdo multiplataforma, estreia no dia 18 de maio em suas redes sociais e site, e posteriormente no canal de televisão, a série gastronômica Restô Food Network, com receitas criadas a partir de aproveitamento de alimentos que utilizam ingredientes como cascas, talos e folhas.

Brigadeiro feito a partir de casca de banana? Sim, é possível!
Brigadeiro feito a partir de casca de banana? Sim, é possível!

Com opções sustentáveis e acessíveis, criadas com a consultoria da ONG Banco de Alimentos, associação que atua com o objetivo de minimizar os efeitos da fome e combater o desperdício de alimentos, a série conta com 10 episódios – divididos entre receitas doces, salgadas, bebidas e aperitivos – que compartilham como utilizar integralmente os ingredientes, promovendo o consumo responsável e a economia doméstica.

No primeiro episódio, a receita tradicional de brigadeiro ganha o complemento da casca de banana, que além de acrescentar nutrientes ao preparo – como o aumento de fibras e maior teor de minerais em relação ao fruto, contribui para a diminuição de resíduos, já que a banana é a segunda maior fruta consumida do planeta, de acordo com a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Brigadeiro de casca de banana é receita de estreia do Restô Food Network
Brigadeiro de casca de banana é receita de estreia do Restô Food Network

Atualmente, são descartados 1,3 bilhão de toneladas de alimentos por ano no mundo, segundo os dados de 2013 da FAO, e a maior parte da falta de aproveitamento integral ocorre na cozinha. Pensando nisso, o Food Network produziu a série, e, segundo a ONG parceira Banco de Alimentos, os benefícios em consumir integralmente frutas, legumes e vegetais são inúmeros. Dentre eles, o aumento da ingestão de vitaminas, minerais e fibras, que auxiliam no funcionamento do organismo e na diminuição do colesterol, além da redução do lixo orgânico e melhoria da economia.

“Como marca focada em gastronomia e lifestyle, pensamos em diversos aspectos da alimentação. O aproveitamento integral dos alimentos é importante para o público que se preocupa com a sustentabilidade atual e também das gerações futuras”, diz Adriana Alcântara, vice-presidente de marketing e produção da Scripps Networks Interactive Latin America.

A série Restô Food Network apresenta receitas que vão de opções simples para o café da manhã, como bolo de casca de abóbora e chocolate e pão de queijo com talos de rúcula, até receitas elaboradas para o almoço entre amigos, como risoto de casca de abobrinha, suflê de cascas e folhas de cenoura e refrigerante caseiro. A partir do dia 18, toda semana, às 17h, um novo vídeo vai ao ar na internet e, posteriormente, para o canal de televisão.

Veja a receita de estreia do Restô Food Network, de brigadeiro de casca de banana:

Ingredientes

2 latas de leite condensado
2 colheres de sopa de manteiga sem sal
4 colheres de sopa de chocolate em pó
4 unidades de casca de banana

Preparo

Higienize as cascas de banana com hipoclorito de sódio, seguindo as instruções de rotulagem, e corte-as em cubinhos;
Bata todos os ingredientes, com exceção da manteiga, no liquidificador;
Em uma panela em fogo médio derreta a manteiga e acrescente a mistura do liquidificador;
Mexa até o brigadeiro soltar do fundo da panela;
Deixe esfriar.

Rendimento: 20 porções de 20g cada;
Tempo de preparo: 35 minutos;
Dificuldade de preparo: fácil.

TV por assinatura registra queda de 337,7 mil usuários em 12 meses

Publicado em

O setor de TV por assinatura no Brasil registrou, em 12 meses, queda de 337,70 mil assinantes, variação negativa de 1,78%. Os dados são referentes a março de 2016 e março de 2017, e foram divulgados esta semana pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Em março de 2017, a base de assinantes chegou a 18,61 milhões, 9,98 mil assinantes a menos em comparação com fevereiro de 2017, queda de 0,05%.

Na contramão da crise, Piauí, Maranhão e Pará lideraram crescimento do setor de TV por assinatura em 12 meses
Na contramão da crise, Piauí, Maranhão e Pará lideraram crescimento do setor de TV por assinatura em 12 meses

Entre os Estados brasileiros, Pernambuco foi o que liderou a redução percentual de assinantes em 12 meses, com 7,42% a menos; seguido de Goiás (-6,18%) e Rondônia (-5,4%).

Entre os Estados que lideraram o crescimento da TV por assinatura em 12 meses, estão o Piauí, com 9,13% de assinantes a mais; Maranhão, com 6,62% – onde a base de assinantes subiu de 162,13 mil para 172,86 mil –; e Pará (3,31%).

Entre fevereiro e março de 2017, Rio Grande do Norte liderou a redução percentual nos números de usuários de TV por assinatura (-5,71%); seguido por Sergipe, com redução de 2,55%; e Tocantins (-1,42%).

Etapa do desligamento da TV analógica é considerada de sucesso

Publicado em

Há pouco mais de um mês, as emissoras de televisão da Região Metropolitana de São Paulo passaram a transmitir, exclusivamente, o sinal digital. A etapa do desligamento da TV analógica no Brasil foi considerada de sucesso pelo Grupo de Implantação do Processo de Distribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (Gired) – formado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Entidade Administradora do Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais de TV e RTV (EAD) e representantes de emissoras de TV e empresas de telecomunicações –, em reunião realizada nesta semana.

Entre os fatores que levaram ao êxito do desligamento da TV analógica em São Paulo, estão a ‘logística acertada na distribuição de kits (antena e conversor) aos inscritos nos programas sociais do governo federal’ e à divulgação de informações sobre o encerramento das transmissões analógicas na Região Metropolitana, que ocorreu em 29 de março de 2017.

Desligamento da TV analógica está condicionado à capacidade de, pelo menos, 93% dos domicílios da região já receberem sinal digital
Desligamento da TV analógica está condicionado à capacidade de, pelo menos, 93% dos domicílios da região já receberem sinal digital

O encerramento das transmissões de TV analógica está condicionado à capacidade de, pelo menos, 93% dos domicílios da região já receberem os sinais de TV digital. Em São Paulo, pesquisa realizada entre 31 de março e 10 de abril de 2017 mostrou que 95% dos domicílios já contam com a TV digital.

Segundo o Gired, no último mês antes do encerramento das transmissões, 2,5 mil reportagens foram publicadas na imprensa sobre a TV digital, sendo 1,9 mil sobre o desligamento em São Paulo, o que resultou em 600 mil menções ao fim das transmissões analógicas nas redes sociais.

A próxima cidade a desligar a TV analógica é Goiânia e Região Metropolitana, em 31 de maio. Em São Luís, o desligamento está previsto para ocorrer em 28 de março 2018.

Dúvidas sobre o desligamento da TV analógica no Brasil podem ser esclarecidas por meio da central telefônica da Seja Digital, 147 (chamada gratuita).

Desventuras em Série no Netflix: assisti, e deixo minha opinião

Publicado em

Estreou nesta sexta-feira, 13, a primeira temporada da tão esperada – por seus fãs – série de fantasia Desventuras em Série (Lemony Snicket’s A Series of Unfortunate Events, 2017) no Netflix. Adaptação da obra de Daniel Handler, de mesmo nome, a peça causou grande expectativa. Assisti e, mantendo o que tenho aqui no blog, deixo algumas das minhas impressões.

Quem não leu a série de livros pode ter, ainda assim, a história como familiar. A primeira adaptação da obra surgiu em 2004, no filme dirigido por Brad Silberling. O roteiro conta a trajetória dos irmãos Baudelaire – Klaus (Louis Hynes), Violet (Malina Weissman) e Sunny (Presley Smith) –, após perderem os pais em um misterioso incêndio. Alvo da ambição de conde Olaf, um quase desconhecido parente com quem passa a morar, o trio passa a ter como missão proteger a si mesmo e buscar respostas para o mistério.

Desventuras em Série conta trajetória dos irmãos Baudelaire, após perderem pais em misterioso incêndio
Desventuras em Série conta trajetória dos irmãos Baudelaire, após perderem pais em misterioso incêndio

No papel de Olaf, está o aclamado Neil Patrick Harris – também produtor da série –, de How I Met Your Mother. Sendo bem sincero, acredito que a atuação de Neil – apesar de propositalmente se aproximar de sua versão original, em livro – deixa muito a desejar, em especial em suas diversas caracterizações – o que se aproximaria daquela terrível sensação de não rir de uma piada até boa, mas mal contada. Difícil não comparar com Jim Carrey, Olaf da primeira adaptação em longa-metragem. Nesta adaptação, entretanto, quem se destaca é a pequena Presley, no papel de Sunny.

Neil Patrick Harris vive ganancioso conde Olaf em Desventuras em Série, no Netflix
Neil Patrick Harris vive ganancioso conde Olaf em Desventuras em Série, no Netflix

Aliás, como um todo, fica difícil acreditar que a série não buscou, ao menos um pouquinho, inspiração no longa de 2004. Mais parece uma versão bem estendida do filme. Um dos motivos que me levam a crer nisso é a enorme semelhança entre Malina Weissman e Emily Browning, ambas no papel de Violet. Como adaptação para a ‘TV’ – ou Netflix –, faltou um pouco mais de ‘ousadia’ – será que ela virá na segunda temporada, prevista para 2018?

É como ler o livro…

Se Desventuras em Série no Netflix possui algum mérito, esse é o de permitir ao espectador experimentar a linguagem literal em audiovisual; desde dar vida a Lemony Snicket (Patrick Warburton) – pseudônimo de Handler –, que tem papel fundamental e mais presente entre narrador, repórter e investigador dos fatos vividos pelos irmãos Baudelaire – na primeira versão, Jude Law deu vida, em silhueta, a Snicket – ; até o de criar melancólicos, sombrios e fantásticos cenários bem característicos da série.

Exceto pela insípida abertura, Desventuras em Série parece uma boa opção aos afeiçoados pelo gênero.