Especiais interativos reforçam vocação regional do Blog do Maurício Araya

Publicado em

Nas últimas semanas, o Blog do Maurício Araya lançou especiais interativos – acessíveis em computadores e celulares – que reforçam a missão, a identidade e a vocação regional da plataforma. O mais recente reúne dados sobre onde ocorre a coleta seletiva de resíduos recicláveis em São Luís.

Especiais interativos confirmam vocação regional do blog
Especiais interativos confirmam vocação regional do blog

A página traz um mapa interativo que mostra a localização e horário de funcionamento de 20 Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) que recebem materiais como plásticos, metais, papel, óleo de cozinha, embalagem longa vida e resíduos eletrônicos. Somente nos PEVs mantidos pelo poder público, 750 toneladas de materiais recicláveis são recebidos, em média, todo mês.

A ideia do novo serviço do Blog do Maurício Araya é facilitar o acesso às informações e contribuir na criação de uma cultura de zelo pelo meio ambiente na cidade.

Além do mapa interativo, a página também traz orientações, sobre como separar os resíduos recicláveis e como identificá-los.

Dados em tempo real, a toda hora

No início do período mais seco do ano no Maranhão, o Blog do Maurício Araya elaborou um especial com dados em tempo real sobre o risco de queimadas no Estado. Em julho de 2017, por exemplo, foram registradas mais de 2,5 mil queimadas.

Estatísticas de sensação térmica, nebulosidade, umidade relativa do ar e risco de queimadas formam um panorama das cinco regiões do Maranhão: norte, oeste, central, leste e sul.

A página traz ainda orientações sobre os cuidados com a baixa umidade relativa do ar.

Informações que facilitam sua rotina

O Blog do Maurício Araya reúne ainda informações que facilitam o seu dia a dia, como situação ao vivo do trânsito, evolução do preço médio dos combustíveis na cidade, previsão do tempo e índice de poluição do ar: é a página São Luís em tempo real.

Os amantes da orla e de esportes à beira-mar também encontram, na página, informações como balneabilidade das praias de São Luís em mapa interativo – mostrando a situação dos 21 pontos monitorados nas praias da Ponta d’Areia, São Marcos, Calhau, Olho-d’Água, Praia do Meio e Araçagi – e atualizado a cada semana e dados em tempo real de intensidade e direção dos ventos.

E você, tem alguma sugestão para um próximo especial interativo do Blog do Maurício Araya? Entre em contato e envie sua sugestão.

Quase todas das praias seguem impróprias para banho em São Luís

Publicado em

Quase todas das praias seguem impróprias para banho na orla da Região Metropolitana de São Luís, e parece que a balneabilidade deixou de ser prioridade para o governo do Maranhão, ainda que para a publicidade oficial. Por três semanas consecutivas, o cenário é o mesmo: 20 pontos impróprios contra apenas um em condições adequadas para banho – na praia do Calhau, trecho à direita da elevatória II da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema).

Quase 100% das praias seguem impróprias para banho em São Luís
Quase 100% das praias seguem impróprias para banho em São Luís (Foto: Gilson Teixeira/Secap/Governo do Maranhão/Arquivo)

A nota técnica mais recente foi publicada pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) nesta quinta-feira (18). O documento, elaborado a parir de laudos laboratoriais emitidos pelo Laboratório de Análises Ambientais (LAA), é referente ao monitoramento realizado no período de 16 de abril e 14 de maio de 2017.

Há nove semanas, o número de pontos impróprios superou o de própriosveja a evolução no gráfico acima – e, desde então, se mantém sem que haja ações para reverter o quadro.

O mapa interativo das condições de banho das praias em 21 pontos distribuídos nas praias da Região Metropolitana de São Luís você encontra, sempre atualizado no Blog do Maurício Araya.

O monitoramento da balneabilidade nos 21 pontos da orla – Ponta d’Areia, São Marcos, Calhau, Olho-d’Água, Praia do Meio e Araçagi – obedece a padrões fixados na Resolução Conama nº 274/00.

As águas das praias são consideradas próprias, quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras, obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, e colhidas no mesmo local, houver no máximo 100 Enterococos/100 mL.

Já as águas das praias são consideradas impróprias quando não atenderem aos critérios anteriores ou quando o valor obtido na última amostragem for superior a 400 Enterococos/100 mL.