Polícia Federal desarticula fraude no seguro-desemprego

Publicado em

A Polícia Federal em conjunto com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) deu início na manhã desta quinta-feira (18) à Operação Stellio, com objetivo de desarticular uma organização criminosa especializada em fraudes contra programa de seguro-desemprego e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) que atuava em diversos Estados brasileiros. Mandados foram cumpridos no Tocantins, Goiás, Pará, Maranhão, Roraima, Paraná e Santa Catarina.

Requerimentos fraudulentos eram inseridos nas unidades do Sine por agentes credenciados, segundo informa a Polícia Federal
Requerimentos fraudulentos eram inseridos nas unidades do Sine por agentes credenciados, segundo informa a Polícia Federal

Participaram da operação 250 policiais federais para cumprir, ao todo, 136 mandados judiciais, sendo 56 mandados de busca e apreensão, 10 mandados de condução coercitiva, nove prisões preventivas e 61 prisões temporárias.

No Maranhão, a Operação Stellio cumpriu com êxito, em Caxias – a 360 km da capital maranhense, São Luís 360 km, três dos cinco mandados de prisão temporária e busca e apreensão – sendo quatro em Caxias um em Imperatriz e um em São Luís.

Como a Polícia Federal desarticulou o esquema?

A Polícia Federal descobriu que requerimentos fraudulentos eram inseridos nas unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine) por agentes credenciados e em escritórios montados pela organização mediante a utilização das senhas desses agentes cooptados pelos criminosos. A investigação apontou um prejuízo efetivo na ordem de R$ 320 milhões, conforme dados de requerimentos fraudados entre janeiro de 2014 e junho de 2015.

A Justiça Federal em Palmas determinou a prisão de 14 agentes e ex-agentes do Sine dos Estados de Tocantins, Goiás e Maranhão que atuaram na inserção de milhares de requerimentos fraudulentos no sistema do MTE. Também foi determinada a prisão de três ex-funcionários da Caixa Econômica Federal que facilitavam os saques dos benefícios fraudulentos por outros integrantes da organização criminosa.

Além disso, a Justiça determinou a indisponibilidade financeira de 96 pessoas integrantes da organização criminosa visando ressarcir o erário público pelos prejuízos, impedindo a dispersão patrimonial dos envolvidos após a deflagração da operação.

Os fatos em apuração configuram, em tese, os crimes de estelionato, organização criminosa, lavagem de dinheiro e corrupção ativa e passiva, cujas penas somadas ultrapassam 50 anos.

A operação faz referência ao nome em latim stellionatu, estelionato, fraude, que veio de stellio, um tipo de camaleão que tem a pele com manchas que parecem estrelas. Stellio ganhou o sentido de trapaceiro, pela capacidade do animal de mudar a cor da pele para se confundir com o ambiente.

Desemprego alcança 18 mil trabalhadores no Maranhão

Publicado em

Buscar um novo emprego virou realidade para ao menos 18 mil trabalhadores no Maranhão, em 2016. De janeiro a dezembro, o Estado registrou 18.036 demissões líquidas, segundo nota de mercado de trabalho – que leva em consideração dados do Cadastro Geral de Emprego e Desemprego (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) – divulgada esta semana pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc). No ano anterior, o desemprego havia alcançado 15 mil trabalhadores.

Segundo o Imesc, o resultado foi influenciado, principalmente, pela contribuição negativa do setor da construção civil, que registrou o fechamento de 12,4 mil vagas em 2016.

Em 2016 foram 12,4 mil fechamentos de vagas na construção civil, que continua sendo o setor com maior número de desligamentos líquidos ao longo do ano. Esse número, em boa medida, é devido ao fato do nível de emprego das obras de infraestrutura, que apresentou queda de 6,8 mil vagas em 2016, não ter mantido o patamar positivo de 2015, que contou com a abertura de 4,3 mil postos de trabalho
Geilson Pestana, economista do Imesc

Somente no mês de dezembro, foram 4,74 mil demissões líquidas, 2,9 mil demissões comparado a 2015.

Em todo o país, o mercado de trabalho formal fechou 1,32 milhão de postos em 2016, o segundo pior registro da série histórica ajustada, iniciada em 2002, perdendo somente para o fechamento líquido de 1,54 milhão em 2015.

Desemprego em São Luís: capital teve 8,6 mil vagas demissões líquidas em 2016

Região Metropolitana de São Luís e os municípios que formam o traçado da Estrada de Ferro Carajás (EFC) foram as que registraram maior número de demissões.

De acordo com a nota do Imesc, entre as cidades com maiores saldos negativos no acumulado de 2016, estão: São Luís (-8,6 mil vagas de emprego) – onde as demissões líquidas sofreram influência, principalmente, da atividade de construção de edifícios e montagem de instalações industriais e de estruturas metálicas –, Açailândia (-3,6 mil), Santa Inês (-820), Paço do Lumiar (-749) e São José de Ribamar (-717).

Já os municípios que mais criaram postos de empregos formais, estão: Imperatriz (477) – sendo o setor de serviços que mais contribuiu para o saldo positivo do emprego formal no município –, Campestre do Maranhão (122), Bacabeira (112), Paulino Neves (112) e Presidente Dutra (110).

IFMA abre 5,9 mil vagas em processo seletivo

Publicado em

O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) divulgou o edital do processo seletivo para ingresso nos cursos técnicos de nível médio em 2017, com 5.980 vagas distribuídas em 24 cidades do Estado.

As inscrições, que custam R$ 20, vão de 6 a 26 de setembro, pela internet; e a prova, com 40 questões de múltipla escolha, sendo 20 de língua portuguesa e 20 de matemática, será realizada em 4 de dezembro.

LEIA A ÍNTEGRA DO EDITAL DO SELETIVO DO IFMA PARA CURSOS TÉCNICOS

As vagas são para as unidades do IFMA na cidades de Açailândia, Alcântara, Barreirinhas, Bacabal, Barra do Corda, Buriticupu, Carolina, Caxias, Codó, Coelho Neto, Grajaú, Pedreiras, Imperatriz, Pinheiro, Santa Inês, Porto Franco, Rosário, São João dos Patos, São José de Ribamar, São Luís, Timon, Viana e Zé Doca. Em São Luís, há vagas em três campi: Centro Histórico, Maracanã e Monte Castelo.

Cursos técnicos IFMA 2017
O IFMA oferece três formas de cursos técnicos: integrada, concomitante e subsequente. Na forma integrada, o aluno cursa o ensino médio junto com uma formação profissional no IFMA. Na forma concomitante, o estudante faz o curso técnico no IFMA e o ensino médio em outra instituição de ensino. Já a forma subsequente é para aqueles que já concluíram ou estão concluindo, em 2016, o ensino médio e pretendem obter uma formação profissional.

Isenção
Caso o candidato pretenda concorrer às vagas com isenção de pagamento da taxa, deverá preencher o formulário eletrônico disponível na página eletrônica do IFMA na internet, no período de 22 de agosto a 2 de setembro; ou de forma presencial nos campi indicados em edital.

Podem requerer a isenção os candidatos que estiverem inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e for integrante de família de baixa renda.

Sistema de cotas
Em cada curso, 50% das vagas serão destinadas aos candidatos egressos de escola pública. Dessas, metade serão reservadas aos candidatos com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio e a outra metade será reservada aos candidatos com renda familiar bruta superior a um salário mínimo e meio.

O IFMA reserva ainda, em cada curso, 5% das vagas para os candidatos com deficiência.

Paes 2017 abre inscrições

Publicado em

Foram abertas nesta segunda-feira (25), pela internet, as inscrições para o Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (Paes) 2017 da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). O processo de inscrições do Paes 2017 vai até 19 de agosto, e o valor da inscrição é de R$ 85.

O candidato isento do pagamento do valor de inscrição deve, obrigatoriamente, se inscrever no Paes 2017, pelo mesmo endereço eletrônico.

A Uema publicou neste mês o edital com os procedimentos e normas para realização do Paes 2017, com oferta de 4.220 vagas para o primeiro e segundo semestres de 2017 em cursos de graduação.

No Paes 2017, a Uema oferece vagas em quatro novos cursos: filosofia, campus São Luís, com 45 vagas; educação física, campus São João dos Patos, com 40 vagas; ciências contábeis, em Codó, com 40 vagas e; ciências naturais, campus Caxias, com 40 vagas.

Provas do Paes 2017 ocorrem 20 e 21 de novembro (Foto: Divulgação/Uema)
Provas do Paes 2017 ocorrem 20 e 21 de novembro (Foto: Divulgação/Uema)

LEIA O EDITAL nº 99/2016 (UEMA) DO PAES 2017 NA ÍNTEGRA

As provas ocorrem 20 e 21 de novembro de 2016. No primeiro dia, são realizadas as provas com 60 questões objetivas de múltipla escolha, por área de conhecimento, abrangendo os conteúdos programáticos dos componentes curriculares que integram o ensino médio, segundo as diretrizes dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs).

No segundo dia, é aplicada prova constituída de 12 questões analítico-discursivas, abrangendo conteúdos programáticos de dois componentes curriculares que integram o ensino médio, específicos por curso, e prova de produção textual (redação), segundo as diretrizes dos PCNs.

O Paes 2017 ocorre em São Luís, Pedreiras, São João dos Patos, Caxias, Timon, Barra do Corda, Imperatriz, Grajaú, Codó, Bacabal, Lago da Pedra, Coelho Neto, Balsas, Zé Doca, Pinheiro, Santa Inês, Itapecuru-Mirim, Presidente Dutra, Açailândia, Colinas e Coroatá.

Paes 2017 abre 4,2 mil vagas

Publicado em

A Universidade Estadual do Maranhão (Uema) publicou o edital com os procedimentos e normas para realização do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (Paes) 2017, com oferta de 4.220 vagas para o primeiro e segundo semestres de 2017 em cursos de graduação. Nesta edição do Paes, a Uema oferece vagas em quatro novos cursos: filosofia, campus São Luís, com 45 vagas; educação física, campus São João dos Patos, com 40 vagas; ciências contábeis, em Codó, com 40 vagas e; ciências naturais, campus Caxias, com 40 vagas.

Provas do Paes 2017 ocorrem 20 e 21 de novembro (Foto: Divulgação/Uema)
Provas do Paes 2017 ocorrem 20 e 21 de novembro (Foto: Divulgação/Uema)

LEIA O EDITAL nº 99/2016 (UEMA) DO PAES 2017 NA ÍNTEGRA

As inscrições do Paes 2017 ocorrem de 25 de julho a 19 de agosto de 2016, pela internet. O valor da inscrição será de R$ 85. As provas ocorrem 20 e 21 de novembro de 2016.

Leia também:

O Paes 2017 ocorre em São Luís, Pedreiras, São João dos Patos, Caxias, Timon, Barra do Corda,Imperatriz, Grajaú, Codó, Bacabal, Lago da Pedra, Coelho Neto,Balsas, Zé Doca, Pinheiro, Santa Inês, Itapecuru-Mirim, Presidente Dutra, Açailândia, Colinas e Coroatá.

Novos voos operam no MA

Publicado em

A partir de abril de 2016, novos voos vão ligar as cidades de Altamira (PA), Imperatriz (MA) e Teresina (PI). É que a companhia MAP Linhas Aéreas – que já atua nos Estados do Amazonas, Rondônia e Pará – começa a ampliar suas operações na região Nordeste.

Os novos voos serão disponibilizados às segundas, terças, quintas e sextas-feiras, partindo de Altamira, às 11h19, com chegada à Imperatriz, às 12h52. De Imperatriz, às 13h22, com chegada em Teresina, às 14h44.

De Teresina, às 15h24, com chegada às 16h36, em Imperatriz, e partindo de Imperatriz, às 17h06, com chegada às 18h39, em Altamira.

A operação em uma rota de aproximadamente 1,1 mil km ocorre com aeronaves bimotor turboélice modelo ATR-42, com capacidade para levar de 44 a 66 passageiros.

O valor das passagens não foram divulgados. A compra dos bilhetes ocorre na página eletrônica da MAP Linhas Aéreas.

Incentivo
A nova rota foi incentivada pela redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do querosene de aviação – de 25% para todas as empresas, para 17% para as que operarem em apenas um aeroporto maranhense, 12% para as que fazem operações em dois aeroportos e 7% para empresas que cubram três ou mais aeroportos –, conforme destaca a secretária de Estado de Turismo, Delma Andrade.

Mesmo que a crise econômica tenha atingindo algumas companhias, o Maranhão tem se fortalecido e criado novas oportunidades de diálogo com companhias aéreas de todo o Brasil

A Secretaria de Estado de Turismo (Setur) garante ainda que a MAP Linhas Aéreas demonstrou interesse em operar voos entre os aeroportos regionais de Carolina e Balsas para o aeroporto internacional de São Luís, Marechal Hugo da Cunha Machado.