Pets sentem frio e sofrem ainda mais com mudança brusca de temperatura

Publicado em

Apesar de a temperatura deles ser mais alta que a nossa, variando de 37,8°C a 39,3°C, os pets sentem frio também, assim como os humanos, e tendem a sofrer ainda mais com mudanças bruscas, como as provocadas pela massa de ar polar no sul do Brasil, esta semana. Fatores como idade, condição corpórea, raça e tipo de pelagem podem influenciar esse quadro, e é preciso ter cuidados específicos nesta época do ano para mantê-los com bem-estar, explica a veterinária Priscila Zanotti, da Petz.

Pets sentem frio e sofrem ainda mais com mudança brusca de temperatura
Pets sentem frio e sofrem ainda mais com mudança brusca de temperatura

Os sinais para identificar se os pets estão desconfortáveis com o clima são extremidades frias, tremedeiras, se o bichinho fica sempre encolhido ou procura lugares quentes para se abrigar.

Os cãezinhos de pelagem curta são os mais afetados, como pug, pinscher, buldogue francês, teckel, whippet e pit bull. Já raças como spitz, chow chow, golden retriever, shih tzu e lhasa apso têm pelagem longa e alguns, até subpelos, que protegem dessa sensação térmica e mantém o animal aquecido

Resistente

Por outro lado, o frio também traz benefícios, já que pets obesos ou de pelagem longas tendem a ficar mais à vontade em temperaturas mais baixas. Os obesos e de focinho achatados, como por exemplo o buldogue inglês, sofrem muito com temperaturas elevadas e, em épocas mais frias, eles não superaquecem, ficam mais ativos e até respiram melhor. Animais de pelagem longa, como shih tzu, também costumam ficar mais alegres e dispostos no inverno.

A pelagem longa e densa funciona como uma proteção natural, o que evita a perda de calor e ameniza a sensibilidade ao frio”, explica a veterinária. Mesmo alguns pets preferindo esse clima fresco, é primordial não abusar e ficar atento à friagem e aos desconfortos causados por ela. “O ideal é manter caminhas bem quentinhas, e usar mantas e roupinhas quando o pet estiver com a pelagem curta

Atendimentos

Nesta época do ano, uma média de 30% dos atendimentos de animais são por patologias relacionadas a baixas temperaturas. Por isso, é importante providenciar a vacinação preventiva para evitar tosse dos canis (gripe canina), que pode trazer complicações como bronquite e pneumonia.

O tratamento para estes casos depende muito do estágio da doença, e alguns dos bichinhos de estimação podem precisar somente de xaropes, assim como outros podem precisar de prescrição de antibióticos e até inalações. “Em casos mais severos, a indicação é a internação para suporte monitorado 24 horas por dia”, finaliza a veterinária.

Quais são os assuntos mais procurados no Google?

Publicado em

O Google, certamente, é a página inicial do seu computador, tablet ou smartphone. Se não é, provavelmente é sua primeira janela para o mundo de informações disponíveis na internet. E há levantamentos que demonstram isso: o Google é a principal fonte de informação e conhecimento para os internautas, colocando de lado os jornais impressos e revistas, conforme a pesquisa sobre hábitos de consumo de 2017 da PayPal, em que foram ouvidos 300 jovens entre 18 e 36 anos de todos os Estados do Brasil. Mas você já se perguntou quais são os assuntos mais procurados no Google?

Google é principal fonte de informação para mais de 60% dos jovens brasileiros entre 18 e 36 anos, segundo pesquisa
Google é principal fonte de informação para mais de 60% dos jovens brasileiros entre 18 e 36 anos, segundo pesquisa

Com dados fornecidos pelo próprio buscador, o Blog do Maurício Araya lista os assuntos mais procurados no Google. Grande parte deles revelam os hábitos de consumo dos internautas.

As informações são referentes ao mês de junho de 2017, com termos mais pesquisados nos Estados Unidos, já que os resultados regionais só são divulgados por ano.

Algumas das categorias, no entanto, foram excluídas da lista por serem muito específicas do país.

Veja, abaixo, os termos mais procurados por segmento:

Alimentos
Properties of water (propriedades da água)
Chicken as food (frango como alimento)
Pizza
Cake (bolo)
Beer (cerveja)

Restaurantes fast-food
Pizza Hut
Domino’s Pizza
McDonald’s
Subway
Taco Bell

Animais
Dog (cão)
Cat (gato)
Horse (cavalo)
Fish (peixe)
Bird (pássaro)

Raças de cão
Labrador Retriever
Siberian Husky (husky siberiano)
Pit Bull
German Shepherd (pastor-alemão)
Chihuahua

Artistas
Beyoncé
Justin Bieber
Tupac Shakur
Rihanna
Drake

Artistas pop adolescentes
Beyoncé
Justin Bieber
Katy Perry
Selena Gomez
Taylor Swift

Automóveis
Ford Mustang
Chevrolet Camaro
Jeep Wrangler
Honda Civic
Honda Accord

Carros esportivos
Ford Mustang
Chevrolet Camaro
Chevrolet Corvette
Dodge Challenger
Dodge Charger (B-body)

Fabricantes de carros
Chevrolet
Toyota
Honda
Mercedes-Benz
Dodge

Cidades
New York City
Chicago
Las Vegas
Los Angeles
Washington, D.C.

Países e regiões
United States (Estados Unidos)
Mexico (México)
India (Índia)
Canada (Canadá)
United Kingdom (Reino Unido)

Empresas de varejo
Amazon.com
Walmart
The Home Depot
Target Corporation
Lowe’s

Marcas de moda
Fashion
Forever 21
H&M
American Eagle Outfitters
Gucci

Cientistas
Albert Einstein
Plato (Platão)
Thomas Jefferson
Stephen Hawking
Benjamin Franklin

Pessoas
Donald Trump
LeBron James
Walt Disney
James Comey
Beyoncé

Políticos
Donald Trump
James Comey
Barack Obama
Steve Scalise
Hillary Clinton

Livros
The Bible (Bíblia)
Thirteen Reasons Why (Os 13 Porquês)
Captain Underpants (Capitão Cueca)
Quran (Alcorão)
American Gods (Deuses Americanos)

Músicas
Happy Birthday to You (Parabéns pra você)
Let It Go
Hallelujah
Over the Rainbow
The Star-Spangled Banner

Filmes
The Mummy (A Múmia)
Moana
Cars 3 (Carros 3)
Beauty and the Beast (A Bela e a Fera)
Transformers

Programas de TV
Television program (programa de televisão)
Orange Is the New Black
Game of Thrones
The Bachelorette
SpongeBob SquarePants (Bob Esponja Calça Quadrada)

Programas de TV infantis
SpongeBob SquarePants (Bob Esponja Calça Quadrada)
Power Rangers
Steven Universe
PAW Patrol
Peppa Pig

Reality shows
The Bachelorette
America’s Got Talent
Big Brother
Bachelor in Paradise
Teen Mom

Jogos
Overwatch
Pokémon Go
Patience (Paciência)
Lego
Ark: Survival Evolved

Tecnologias de software
Android
Python
Java
HTML
JavaScript

Assuntos mais procurados no Google pelos brasileiros

Os dados mais recentes sobre termos mais procurados no Google pelos brasileiros são de 2016. E no topo da lista não poderiam faltar os assuntos que, de fato, marcaram o ano, como a febre do jogo Pokemon Go; os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro; as polêmicas do Big Brother Brasil; o acidente com o time de futebol da Chapecoense; e, como não poderia deixar de faltar, o futebol, com a tabela do Brasileirão.

Dados sobre assuntos mais procurados no Google são divulgados pelo próprio buscador
Dados sobre assuntos mais procurados no Google são divulgados pelo próprio buscador

Entre as personalidades de destaque, estiveram na lista: o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva; a apresentadora de TV Ana Hickmann; o presidente americano Donald Trump; a também apresentadora de TV Fernanda Gentil; os atores e atrizes Alexandre Borges, Leonardo DiCaprio, Paulo Zulu, Alan Rickman, Guilherme Karan, Camila Pitanga, Larissa Manoela, Monica Iozzi, Munik Nunes e Marion Cotillard.

Entre os filmes mais buscados, estão: Deadpool, Esquadrão Suicida, Batman vs Superman, Invocação do Mal 2 e Procurando Dory.

O que é…? Muita gente foi em busca do significado de algumas gírias e palavras no Google. Entre os termos mais procurados da categoria, estão: crush; amor; substantivo; logradouro; e filosofia.

E muitos brasileiros tentaram entender os porquês de alguns acontecimentos no Brasil e no mundo. No ranking de curiosidades de 2016, muitos brasileiros se perguntaram: por que Geraldo Luiz saiu da Record? Por que o Reino Unido quer sair da União Europeia? Por que Monica Iozzi vai sair do Vídeo Show? Por que o WhatsApp foi bloqueado? E por que o Estado Islâmico ataca a França?

Veterinários dão dicas de cuidados com os pets no inverno

Publicado em

O inverno no hemisfério sul do planeta está chegando, começa no próximo 21 de junho (uma quarta-feira), e a queda de temperatura e a diminuição na umidade do ar, nas regiões ao sul do Brasil, são mudanças que os animais mais sentem no inverno. Por isso, o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) elaborou orientações de cuidados com os pets no inverno.

Cães e gatos são mais propensos a sofrer de doenças respiratórias, osteoarticulares e oculares no inverno
Cães e gatos são mais propensos a sofrer de doenças respiratórias, osteoarticulares e oculares no inverno

Cães e gatos, neste período, são mais propensos a sofrer de doenças respiratórias, osteoarticulares e oculares. Segundo médicos-veterinários, alguns dos sintomas que os pets podem apresentar são espirros, tosses, secreção nasal, febre, entre outros.

Pensando no bem-estar dos animais domésticos, o médico-veterinário doutor Rodrigo Mainardi, conselheiro e integrante da Comissão Técnica de Clínicos de Pequenos Animais do CRMV-SP, indica oito cuidados para que a saúde dos pets não seja afetada.

Proteção

Uma das principais recomendações dos médicos-veterinários é proteger os animais do vento e da chuva. Casinhas, cobertas e roupas são itens essenciais nesse período.

Entre as raças que mais sentem frio, estão os cães magros e de pelo curto, como o Pinscher e o Tekel. Já os cães que apresentam várias camadas de pelo e subpelo, como o Chow Chow e o São Bernardo, podem não precisar de roupas dentro de casa, mas ainda é importante que tenham cobertores e abrigos à sua disposição.

Para os passeios, dê preferência a locais não tão expostos ao vento e a chuva
Para os passeios, dê preferência a locais não tão expostos ao vento e a chuva

E, ao sair para passeios, além de vestir os animais, é recomendado que se dê preferência a locais não tão expostos ao vento e a chuva – e se possível, esperar para sair em períodos do dia em que a temperatura esteja mais amena.

Tosa

No inverno, as tosas mais curtas devem ser evitadas, já que a pelagem longa ajuda na proteção. Essa recomendação é ressaltada no caso de animais idosos ou que ficam ao relento, que, sem as tosas baixas, podem aproveitar sua proteção natural e ter menos exposição a agentes patológicos.

Apetite do animal

É comum, em dias frios, que o animal apresente aumento no apetite e passe a comer mais. A recomendação é ficar de olho nas refeições do animal e, se for o caso, dosar na quantidade.

A ingestão de ração industrializada em excesso pode levar ao aumento de peso de forma rápida, assim como o exagero na comida caseira

Vacinas

Para os cães e gatos, as pneumonias bacterianas também são mais comuns no inverno – o que representa um sinal de alerta. A recomendação dos médicos-veterinários é que as vacinas estejam sempre em dia e que nos passeios, locais com muitos animais sejam evitados devido a aglomeração e proliferação de bactérias.

No frio, também é mais comum a contração de traqueobronquite infecciosa canina, conhecida também como tosse dos canis, doença altamente contagiosa e ainda mais perigosa entre idosos e filhotes.

Escovação

Os animais, no frio, tendem a se lamber mais e acabam engolindo mais pelos do que o normal. Nos gatos, isso é mais preocupante, já que os pelos podem formar bolas no estômago e levar à constipação intestinal. Nos cães, o principal problema é a formação de nós, que podem levar a lesões de pele.

Banhos

Segundo os médicos-veterinários a frequência de banhos nos animais deve ser diminuída e, para a limpeza, o melhor é preferir dias de temperatura mais amena. A água do banho deve ser morna, e, logo depois, a secagem total do animal é essencial para que ele não fique exposto ao clima.

O ideal é que o animal não saia de casa por 30 minutos após o banho

Exercícios

No inverno, os animais tendem a mostrar menos disposição para atividades físicas. O frio, no entanto, é um ótimo período para isso, já que o apetite do animal costuma aumentar.

Em casa, é importante o estímulo de brincadeiras que os façam gastar a energia acumulada – e os passeios, se possível, também devem incluir brincadeiras e corridas, de preferência em horários com mais sol.

Hibernação

Nos dias muito frios é comum se notar uma mudança de comportamento do animal, que por vezes fica mais letárgico e sonolento, mas é preciso ter cuidado especial com répteis, alerta Mainardi.

Eles não têm controle de temperatura corporal, portanto sua temperatura é bem próxima a do ambiente. Caso não tenham aquecedores específicos para a espécie, hibernação poderá ocorrer principalmente nos cágados, tartarugas e jabutis. Muitos proprietários confundem a hibernação com o óbito do animal

Vale ficar de olho nos bichinhos.