CLA lança foguete de treinamento como parte da Operação Rio Verde

E-Books Mais Vendidos

O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) lançou com sucesso na tarde dessa terça-feira (29) mais um Foguete de Treinamento Básico (FTB), como parte da Operação Rio Verde, que tem como objetivo principal levar ao espaço, por meio do voo nº 11 do veículo suborbital VSB-30, oito experimentos de pesquisas da comunidade técnico-científica do Brasil a bordo da carga-útil MicroG2, de forma a permitir a realização de ensaios em ambiente de microgravidade, o rastreio e o resgate no mar. Esse foi o 31º voo do FTB a partir de Alcântara, no norte do Maranhão.

Segundo a Agência Espacial Brasileira (AEB), o lançamento ocorreu às 14h02 (horário local), com duração total de voo de dois minutos e 43 segundos, seguindo parâmetros de trajetória previstos até a queda no oceano Atlântico, a 15 km de distância do local de lançamento. O foguete atingiu apogeu (altitude máxima) de 31,4 km.

O veículo lançado nesta terça-feira apresentou um excelente desempenho, seguindo conforme o perfil de trajetória previsto. A atividade foi de suma importância para treinarmos procedimentos e testar todos os equipamentos associados às operações, e que serão empregados no lançamento do foguete VSB-30 com a carga-útil MicroG2 a partir da próxima semana
Cláudio Olany Alencar de Oliveira, coronel aviador e diretor do CLA

FTB foi lançado no cronograma da Operação Rio Verde
FTB foi lançado no cronograma da Operação Rio Verde (Foto: Divulgação/AEB)

Operação Rio Verde

Na 23ª operação de lançamento do VSB-30, cientistas e pesquisadores vão realizar estudos em ambiente de microgravidade, acima de 100 km, por até seis minutos. Os experimentos vão na carga-útil do foguete que será lançado na Operação Rio Verde, iniciada no dia 20 de novembro.

Foguete de treinamento testa efetivo do CLA
Foguete de treinamento testa efetivo do CLA (Foto: Divulgação/CLA/Arquivo)

Pela primeira vez sendo utilizado em operações de veículos de médio porte, testaremos novos procedimentos a partir do novo prédio de segurança do Setor de Preparação e Lançamento (SPL); (…) além disso, estamos testando novos Sistemas Operacionais do Centro
Cláudio Olany Alencar de Oliveira, coronel aviador e diretor do CLA

Para o CLA, a Operação Rio Verde é uma oportunidade, ainda, de ampliar a segurança das atividades do setor operacional do Centro, como destaca o diretor da unidade do Comando da Aeronáutica no Maranhão.

Participam da operação técnicos e engenheiros do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), Comando-Geral de Operações Aéreas (Comgar), Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), Marinha do Brasil, CLA, Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI) – utilizado como estação remota de rastreio –, Centro Espacial Alemão (DLR); além de cientistas e pesquisadores Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Estadual de Londrina (UEL).

Operação Rio Verde teve início no dia 20 de novembro
Operação Rio Verde teve início no dia 20 de novembro (Foto: Divulgação/CLA)

Veja, abaixo, quais experimentos serão realizados:

Novas tecnologias de meios porosos para dispositivos com mudança de fase (MPM-A)
MPM-B
Efeitos da Microgravidade Real no Sistema Vegetal Cana de Açúcar (VGP2)
Sistema para Determinação de Atitude de Veículos Espaciais (E-MEMS)
Solidificação de Ligas Eutéticas em Microgravidade (Slem)
Sistema de Posicionamento Global (GPS)
Sensor Mecânico Acelerométrico (SMA)
Circuito de Comutação e Atuação (CCA)

Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo

Visualizar publicações

Participe! Deixe o seu comentário: