PF divulga orientações sobre passaporte brasileiro

Casa 468x60

Desde 21 de abril, a Casa da Moeda, responsável contratual pela produção do passaporte brasileiro (saiba o que é necessário para obter), informou sobre a impossibilidade de cumprir o prazo regular de seis dias úteis para entrega dos documentos em virtude de problemas com fornecedores. Com isso, o prazo de entrega do passaporte pode chegar a 45 dias após a solicitação do cidadão nos postos, segundo informa a Polícia Federal (PF).

De acordo com a PF, legislação permite que o usuário, que não tenha condições de aguardar o prazo atual de entrega, solicite um Procedimento de Entrega Urgente mediante o pagamento de taxa extra de R$ 77,17, via Guia de Recolhimento da União (GRU) a ser requerida nos postos de atendimento.


Continua após a publicidade


Leia também:

Para os usuários que solicitaram o passaporte e cujo prazo de entrega já venceu ou está na iminência de vencer, a Casa da Moeda disponibilizou um canal de atendimento direto por meio do e-mail meupassaporte@cmb.gov.br. Basta o encaminhamento da demanda com o nome completo e o número do protocolo.


Continua após a publicidade


A PF informa ainda que acompanha a situação e que o atendimento nos postos de emissão de passaportes ocorre normalmente. O órgão reitera que o atraso ocorre por razões de problemas técnicos na Casa da Moeda, e esclarece que por causa disso, as solicitações por passaportes em caráter de urgência aumentaram em 20%.

O passaporte comum, com validade 10 anos, tem custo atual de R$ 257,25 e o passaporte de emergência, com validade de um ano, R$ 334,42.

Segundo a Casa da Moeda, a produção deve ser retomada nesta primeira semana de julho de 2016.

Banner 468x60

Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo

Visualizar publicações