Cohcab discute medicina preventiva na oncologia

Marcela Simplício
Dr. Antonio Tavares, Dra. Rachel Cossetti e Dr. Marcos Pacheco

Com o objetivo de promover a discussão e atualização de temas importantes da oncologia mundial, a terceira edição Congresso de Oncologia do Hospital do Câncer Aldernora Bello (Cohcab), promovido pela Fundação Antonio Dino (FAD), reuniu grande público no auditório do hotel Pestana, em São Luís (MA). São palestras e mesas-redondas sobre temas diversos da área de oncologia clínica e cirúrgica, coloproctologia, radioterapia, urologia, mastologia, enfermagem, psicologia, fisioterapia, nutrição, farmácia, terapia ocupacional, serviço social, e demais especialidades envolvidas no tratamento multidisciplinar do câncer.

A presidente do Cohcab, Dra. Rachel Cossetti, ressalta a importância do evento para as discussões científicas de alto nível que possibilitem engrandecer a prática diária da oncologia. Segundo ela, atividades como essa possibilitam atualizar e ampliar os conhecimentos dos profissionais de saúde na área oferecendo as melhores e mais modernas opções terapêuticas aos portadores de uma doença que apresenta índices alarmantes de crescimento para os próximos anos.


Continua após a publicidade


Países em desenvolvimento, como o Brasil, serão os mais afetados. A educação é o primeiro passo para a prevenção e estudar é o melhor caminho para o crescimento. Nosso dever é informar e conscientizar a população e pacientes sobre a enfermidade, possibilidades terapêuticas e nossas limitações para garantir o cuidado integral ao paciente oncológico Rachel Cossetti, presidente do Cohcab

Para o secretário de Saúde do Maranhão, Marcos Pacheco, para melhorar os indicadores de saúde no tratamento do câncer é preciso mais do que hospitais, é necessário investir em prevenção.

No Maranhão, a prevalência desta doença é muito alta. Por isso, mais do que remediar, é importante organizar a rede de saúde em todos os municípios a fim de garantir a efetividade aos tratamentos Marcos Pacheco, secretário de Saúde

O vice-presidente da FAD, o Dr. Antônio Dino Tavares, corroborou com a teoria preventiva abordada pelo secretário. De acordo com ele, a divulgação da medicina preventiva é vital para a diminuir os números de mortalidade ocasionados pela doença.

O paciente deve procurar os médicos antes de chegar aos grandes hospitais. Se não há diagnóstico precoce, o tratamento será mais difícil. Por isso, é preciso achar uma forma de levar a saúde até onde estão esses pacientes Antônio Dino Tavares, vice-presidente da FAD

Marcela Simplício
Público prestigia Cohcab

Crianças
Pautados na missão de responsabilidade social, o Cohcab também promoveu na quinta-feira (17), o primeiro Congresso Mirim de Medicina Preventiva, que buscou levar conhecimento em hábitos de vida saudáveis para a população infantil, influenciando positivamente seu comportamento individual e capacitá-los como multiplicadores de informação para a sociedade através de seus familiares e amigos.

Esse projeto segue a política de trabalho praticada diariamente pela FAD, que atua na luta contra o câncer no Maranhão desde 1976. A proposta é transmitir conhecimento para as crianças, de forma lúdica, por meio de oficinas que ofereçam noções básicas de hábitos de vida saudáveis na expectativa de influenciar positivamente o comportamento das crianças participantes e, por conseguinte, de seus familiares.

Fotos: Francisco Campos.

Booking.com

Jornalista graduado (DRT-MA nº 1.139), com ênfase em produção de conteúdo para web, edição de fotos e vídeos e desenvolvimento de infográficos; com passagem pelas redações do Imirante.com e G1 Maranhão; e vencedor de duas etapas estaduais do Prêmio Sebrae de Jornalismo, categoria Webjornalismo

Visualizar publicações